Carta para te convencer a sair comigo

Sei que não posso ser dos mais bonitos, mas juro que a minha companhia é extremamente agradável, somada à alguma bebida e música de fundo consigo te arrancar risos, se não com piadas, compartilhando as desgraças da minha vida, não sei se já te disse, mas sou muito bom em contar histórias. E de quebra, posso te colocar em uma delas, se você quiser claro.

A real é que eu queria te conhecer melhor, saber do teu passado, dos teus planos pro futuro, entender a história por trás dos teus traços e contar um pouco dos meus. Sentir um pouco o teu perfume e deixar a minha boca um pouco mais perto da tua, não que eu queira sugerir algo com isso, mas a ideia parece boa. Não acha.

Até por isso, escrevo essa carta. Ela não é um pedido desesperado, está muito mais próxima de uma oferta. Sai comigo e te prometo uma linha pra cada riso teu, dos mais bobos, às gargalhadas. Se tudo der certo você sai feliz e eu com algo novo pra colocar por aqui. Sem querer pressionar, mas você tá vendo que a nossa saída já tem um potencial de contribuir com a cultura do país.

Não quero nada muito elaborado, tudo que preciso é de cerveja e você. Então pode escolher. Sou versátil e embora não seja dos mais animados, com a companhia certa fico de pé (ou deitado) até o Sol nascer.

E caso você se preocupe que isso seja só uma tentativa barata de flerte, saiba que não é, acho que você já reparou, mas sou péssimo nisso, minhas cantadas são reflexo da minha vida, uma sequência de fracassos que de alguma maneira acabam dando certo.

Sabe, não tenho muito a oferecer além de linhas; Tortas se escritas à mão e extremamente mal pontuadas depois das 2h da manhã.

Também sei beber, no meu repertório suporto muitas coisas, a única restrição é cachaça, só o cheiro me deixa embrulhado. Tequila também, mas se cada um ceder um pouquinho acabamos nos entendendo.

Então sem pressa, sabe? A intenção dessa carta não é te convencer logo de cara, sei que o processo é lento. E as coisas mais gostosas são feitas devagarinho.

Olha, não que eu seja de me vangloriar, mas se só com a ideia dessa saída (date é muito sério) eu criei essas linhas, imagina o que aconteceria com um “sim” pra próxima.

Você quer sair comigo?

Sem pressão, mas a tua resposta pode ter impactos consideráveis na produção de conteúdo desse blog

Talvez esse não seja um dos meus melhores textos porque não sou muito bom escrevendo cartas, meu forte são histórias, por isso sinta-se à vontade para começar a fazer parte da minha.

@brunoamador

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s