É óbvio que vou gostar de você

Sabe de vez em quando você sente que vai começar a gostar da pessoa antes mesmo disso acontecer. É como uma premonição e existem sinais. E os sinais estão cada dia mais claros. Tão claros quanto as tuas marquinhas, sejam causadas pelo Sol deixando tua pele morena, ou pela minha boca espalhando vermelhos por pontos estratégicos do teu corpo.

Tudo começou no dia que te conheci, era uma festa e eu cheguei perto de ti meio bêbado, você sorria e puta merda, eu não consigo esquecer o teu sorriso. Me lembro de poucas coisas daquela noite e a maioria delas envolve você e o teu vestido branco. Tão belo quanto o teu sorriso era o contraste que a tua pele morena, queimada pelo Sol, tinha com o branco do vestido. Era como se só você tivesse licença para ser bonita na bendita da festa.

Eu nunca fui muito fã do verão, muito calor e sou muito branco, fico vermelho fácil. Mas como nada nessa vida é certo, acabei mudando minha opinião e confesso que a tua pele é um dos motivos dessa mudança. Talvez os motivos também tenham passado depois que te imaginei de short e biquíni, numa piscina ou se jogando embaixo do chuveiro depois de tomar algumas caipirinhas para se refrescar.

Ou com alguma saia bem solta que esvoaçasse com o vento, acompanhando o teu jeito desengonçado de andar rebolando a cintura. Teu andar é uma dança e todos ao redor são tua platéia. E pelo menos na minha mente, a estrela do dia é você. Viajei um pouco no parágrafo, desculpa.

É meio foda não me empolgar quando começo a falar de você.

E aí, do meu jeito sutil consegui teu número. Agradeço por não estar sóbrio naquele momento, caso contrário nunca teria tido a capacidade de atravessar o salão e pedi-lo. Os 30 segundos de coragem se reuniram nos 30 metros que percorri até chegar em você. Usei como desculpa alguma foto que tinha saído contigo, disse que tinha que te passar depois e faria isso pelo WhatsApp, você sorriu, meio que comprando a desculpa e eu sorri, meio que agradecendo aos céus.

Sem saber muito o que fazer, te chamei e acho que todo mundo passa por esse momento de tensão depois da primeira mensagem. E se a pessoa não responder? For grossa? Nem passa pela cabeça que ali do outro lado tem um ser humano que pode estar ocupado demais pra te responde naquele momento.

E você respondeu.

Meu riso meio de lado a cada resposta tua deixou claro a todos que me cercam que algo estava acontecendo ali. E embora eu não seja de admitir esse tipo de coisa, realmente está. Talvez seja porque você goste de John Mayer, ou pelo jeito que você vive sem graça. Não é fácil dizer quando isso virou uma verdade, por não ser uma ciência exata. Mas começa a ser óbvio, quase que inevitável, pode-se falar que é destino, eu vou começar a gostar de você.

Ou só vou te escrever alguns textos legais… Nunca gostei de entregar todos os pontos de uma vez.

Espero que tenha gostado desse morena.

Bruno Amador – clique para me conhecer melhor

Curta nossa página! E se você tiver um nos siga no tumblr e Instagram (umquartodepalavras).

Também estou no Instagram e no Snapchat como @brunoamador

Se você tiver alguma crítica, sugestão, elogio ou só queira falar conosco, mande um e-mail para umquartodepalavras@gmail.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s