Para ser feliz, basta ser

Me levantei da cama mais cedo hoje e assisti o nascer do sol. Deixei que meus ouvidos fossem acariciados com o canto dos passarinhos que se empoleiravam nos postes e que meus olhos brilhassem observando as cores lindas que coloriram o céu aos pouquinhos. Eu respirei fundo o ar puro que vinha com a brisa da manhã e meus pulmões agradeceram cada segundo. Percebi que durante o tempo em que fiquei parada com os cotovelos apoiados no descanso da janela, eu presenciei um espetáculo. Nada simples, magnífico, majestoso. Um grande show que me fez sentir completa.

Tudo pareceu certo enquanto eu lavava a louça do café, tomava a ducha gelada ouvindo as músicas da rádio e me arrumava para ir ao trabalho. Pareceu certo até eu colocar os pés na rua e as buzinas dos carros presos no trânsito tirarem a minha paz. As pessoas apressadas esbarrando-se em mim, as crianças uniformizadas gritando com os pais e os adolescentes que vinham correndo pela calçada com fones de ouvido e olheiras embaixo dos olhos.

Quando finalmente pude me sentar em uma banco de madeira na praça e notei um casal de idosos de mãos dadas trocando um olhar apaixonado, voltei a me sentir um pouquinho mais leve. Mas percebi também que o mundo está virado do avesso. A correria do dia-a-dia fez a gente enlouquecer. O estresse que vem com as contas no final do mês. A pressão que nos deixou escravos da ideia de que precisamos dar o nosso sangue para fazer dinheiro. A ideia de que a liberdade vem em uma nota de cem na carteira. Acreditamos fielmente que no futuro iremos viver tudo que há para viver.

Mas e se o futuro nunca chegar? Será que você terá sido feliz? Eu não teria sido. Eu não observei o céu vezes suficientes, não decorei o brilho das estrelas, não gargalhei tanto quanto deveria ter gargalhado, não abracei ou demonstrei o quanto eu amava todos a minha volta, não viajei pelo mundo e nem conheci os lugares que eu sempre jurei que ia conhecer. Eu deixei para depois, e você? Você também está deixando pro futuro e esquecendo do presente?

O que temos hoje é tão lindo. Nós temos um corpo que precisa viver experiências, um coração que precisa de amor diário e um monte de sonhos que não precisam de nada além de vontade para se tornarem realidade. Nós temos tudo, mas não reparamos nos mínimos detalhes, porque entrou na moda querer sempre mais. A grama do vizinho pode até ser mais verde, mas será que é mesmo mais bonita que a sua? A beleza das coisas nem sempre é aparente. Estamos todos loucos vivendo em um mundo onde deixamos a vida passar sem nem ao menos vivê-la. Para ser feliz, basta ser.

Já conheceu a nossa loja?

Deborah Sequeira –Duzentas Linhas (Confira o blog dela)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s