Você foi diferente

Nunca admiti, mas você foi diferente. Você foi diferente porque surgiu em um momento tão inoportuno, que eu sequer notei a tua aproximação. Fui reparar no teu jeito sereno de falar meses depois, teu sotaque interiorano conquistou um cantinho especial na minha memória auditiva, reservado boa parte ao John Mayer. Sinta-se especial por isso.

Foi diferente no jeito de pensar, nunca tentou contrapor meus argumentos, você me moldava para que eu pensasse como você. Assim quando você sugeria algum filme eu ia sem titubear no que você queria. Essa é a única explicação lógica pra eu ter visto “Como eu Era Antes de Você” na estreia.

Teu beijo era diferente. Não era só um beijo, era uma ode aos beijos. Envolvia meu corpo e tocava a minha alma. Alívio de qualquer dor de cabeça, pílula azul pra qualquer dia cansado. Tocava minha nuca enquanto arranhava minha perna com a outra mão. Teu beijo é uma das únicas consegue me acordar sem me deixar irritado quando eu tô com ressaca. Se o teu beijo acompanhar um copo d’água é a perfeição.

Você foi diferente na hora de chegar, todo mundo sempre fala “chegou do nada, mudou tudo”, você não foi assim. Chegou derrubando o copo no chão e pedindo desculpa por ter molhado meu pé, meio sem graça com o cabelo de lado, me deixou meio bobo e eu demorei pra te responder tentando entender o que acontecia na minha frente.

Você foi diferente porque o vazio na minha cama só foi preenchido quando o teu corpo de deitou ali de novo. Porque embora minhas linhas sejam retas, elas sempre de alguma forma acabam voltando pra você.

Foi diferente porque enquanto todas as minhas histórias eram ponto, você veio de vírgula e deu continuação aos meus contos. Fez dueto em meio a tanto show solo, fez chover nesse mundo tão seco. Provou que às vezes um pouco de carinho faz bem. Brincou com o meu jeito rude e desmontou minha cara emburrada com um sorriso. Você foi diferente porque nunca se importou muito com o que vestir pra vir aqui em casa, vinha animada com teu moletom e com um filme na ponta da língua para eu baixar.

Você foi diferente porque inexplicavelmente nunca me irritei quando tinha que te explicar toda a história do início, porque você ficou no celular enquanto o filme passava na televisão.

Você foi diferente porque eu normalmente faria um poema com essa quantidade de anáforas. Mas você foi diferente e fez por merecer algo maior.

Você foi diferente e consegue ser todos os tempos verbais numa pessoa só. Você foi diferente. Você é diferente. Nós seremos diferentes. Passado. Presente. Futuro. Sempre você. Sempre nós.

Bruno Amador – clique para me conhecer melhor

Curta nossa página! E se você tiver um nos siga no tumblr e Instagram (umquartodepalavras).

Também estou no Instagram e no Snapchat como @brunoamador

Se você tiver alguma crítica, sugestão, elogio ou só queira falar conosco, mande um e-mail para umquartodepalavras@gmail.com

 

Anúncios

Um comentário sobre “Você foi diferente

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s