É que hoje é Domingo…


Até escreveria algo pra você, mas aí ia ter que ser algo grande e bonito como o seu sorriso. Ia ter que falar algo sobre as suas bochechas que ficam rosadas com um gole de vodka e ficam mais rosadas ainda quando eu falo sobre você no seu ouvido. Imagina se eu resolvo berrar pro mundo que você é linda? Assim no meio de um bar numa dessas vezes que eu fico bêbado e resolvo ser fofo. Nossa eu acho que você ia explodir de tanto sangue que ia parar no teu rosto.

Mas é domingo e eu sou totalmente improdutivo. Aos domingos eu tô de ressaca, eu tô com olheira, eu pareço um zumbi.

Na verdade sou improdutivo durante a maior parte da semana, mas domingo é complicado, tem futebol, mais tarde NBA ou NFL, isso sem falar nas séries que acompanho. Costumo acompanhar ao mesmo tempo umas 5, domingo é o dia de vê-las. Eu sou improdutivo sempre, porque quando estou na ativa sou extremamente eficiente. Atraio pra perto de mim, pessoas como você. Já pensou se eu fosse produtivo o tempo todo? Seria covardia com o mundo.

Até poderia escrever um conto. Ficar aqui imaginando uma noite com você sobre as cobertas, vendo algum filme de terror na televisão, pensar o que aconteceria se as suas pernas resolvessem dar um passeio pelo corredor da minha casa e acabassem parando na minha cama. Criar alguns beijos hipotéticos, com as tuas unhas cravejando todo meu peito deixando vermelhas além das tuas bochechas, todo meu corpo.

Mas hoje é domingo. E domingo eu gosto de ficar deitado, além de que, gosto de criar histórias baseadas em fatos reais, até mandaria alguma indireta agora questionando se você não quer que a nossa história saia da tela do seu celular e vire realidade. Mas hoje é domingo e a única realidade que eu quero é a minha cama. Admito que seria melhor se você estivesse nela.

Eu podia fazer um poema pra você, mas meus poemas são sempre sem rimas. Eu escrevo rápido, não seleciono as palavras, elas fluem e rimar não é algo que flui dentro de mim. Esse poema ia ser complicado, ia ter que fazer algo tão incrível a ponto de cada verso dele ser equiparado com o teu beijo, e eu acho que não tem como pôr tanta qualidade em um verso. Eu acho, posso até tentar. Na verdade eu até tentaria. Mas sabe o que é?

Hoje é domingo.

Dê uma olhada na nossa loja. 🙂

Bruno Amador – clique para me conhecer melhor

Curta nossa página! E se você tiver um nos siga no tumblr e Instagram (umquartodepalavras).

Também estou no Instagram e no Snapchat como @brunoamador

Se você tiver alguma crítica, sugestão, elogio ou só queira falar conosco, mande um e-mail para umquartodepalavras@gmail.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s