Temos nosso próprio tempo


Chove lá fora e são em dias assim que o teu brilho faz diferença ao meu lado, então espera o Sol aparecer para ir embora. Teus estudos podem esperar e teus problemas não vão se resolver dá noite pro dia, então pra que pressa? Fica aí, vem pro sofá e escolhe algo no Netflix enquanto a pipoca não fica pronta. Vamos fazer alguma maratona de séries ou se você não quiser ficar em casa a gente começa a noite em um bar, passa por alguma balada e acaba vendo o nascer do Sol aqui na piscina, aproveita o calor e pula nela com roupa e tudo, vestido seca, oportunidades passam.

Respira menina. Tenta sentir o meu perfume como eu sinto o teu, tenta me sentir como eu te sinto. Espera os teus pelos arrepiarem e a boca morder o lábio, espera a vontade vir e passar, pode ficar o tempo que quiser porque contigo eu nunca tive nenhuma pressa. A pressa é inimiga da perfeição e se você não se acha perfeita é porque nunca se olhou com os meus olhos. O caimento do teu cabelo parece acompanhar o vento que o balança formando uma espécie de dança que me deixa “envolvidão” – sei como você curte essa música, as tuas saboneteiras são dois convites à minha boca e até mesmo os teus defeitos complementam o teu visual, tua facilidade em ficar vermelha e teu pé meio estranho dão graça ao teu ser.

Não vamos nos definir agora, vamos ser algo simples e que ninguém mais nesse mundo poderia ser: nós dois. Uma ideia simples, mas implagiável (não sei se essa palavra existe).

Então me abraça forte e morde meu pescoço só pra quebrar um pouco a melosidade do momento, escala as minhas costas e brinca com meu cabelo, diz que eu preciso de um corte enquanto enrola os fios nos seus dedos, tenta me tirar da cama e desiste pondo teu corpo de volta ao meu lado, aceitando que a vida é muito melhor debaixo dos cobertores, vive as nuances dessa coisa que nós estamos construindo. E eu sei que isso pode soar um pouco surreal demais, mas a vida resolveu ter licença poética quando te colocou no mundo. (tem texto depois da foto ein)

View this post on Instagram

Temos nosso próprio tempo. Hoje 18:30 ☺

A post shared by Um Quarto De Palavras (@umquartodepalavras) on

Temos nosso próprio tempo fazemos o dia virar noite e o verão, inverno. Só pra fugir um pouco do mundo e nos esconder embaixo de um edredom. Nossas correntes de ar não respeitam a física se alteram com um toque no botão e o tempo pode fechar se algum dos dois resolver entrar no chuveiro.

Temos nosso próprio tempo e eu nunca fui uma pessoa muito ansiosa ao se tratar de nós dois, como disse Mallu Magalhães “eu sei que é complicado amar tão devagarinho[…],mas se a gente vai juntinho, vai bem.” Então vamos assim juntinhos, devagarinho, de pouquinho em pouquinho. E se mesmo assim você quiser ir, vai. Sem problemas. Você sempre deixa o teu óculos e um pedacinho do coração por aqui. Mas não se preocupe, guardo ambos com o maior carinho.

Quando você voltar pra buscar entra com calma e encosta a porta. Deixa essa correria do lado de fora e vem serena pra dentro do quarto, encosta os teus lábios nos meus e não apressa algo que deve ser feito lentamente, curte o momento e esquece essa coisa de viver como se não houvesse amanhã. Porque o amanhã vai vir. E eu garanto que estarei ao teu lado na cama para enfrentá-lo.

Bruno Amador – clique para me conhecer melhor

Curta nossa página! E se você tiver um nos siga no tumblr e Instagram (umquartodepalavras).

Também estou no Instagram e no Snapchat como @brunoamador

Se você tiver alguma crítica, sugestão, elogio ou só queira falar conosco, mande um e-mail para umquartodepalavras@gmail.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s