Relaxa e deita

recomendo ouvir essa música enquanto o texto é lido 🙂

[wpdevart_youtube]O19eB2Y1si0[/wpdevart_youtube]

“Meu, não conta pra ninguém que eu tô aqui hein?” Me disse olhando fundo nos meus olhos fazendo cara de séria. Com um sorriso debochado e um beijo na testa, eu respondi: “relaxa”. Relaxa porque eu sei que as coisas são muito mais legais em segredo, a diversão é só nos dois sabermos o que acontece quando as portas se fecham. É muito mais legal vestirmos essa máscara de amigos em frente ao público, para quando estivermos a sós, nos despirmos, não só das máscaras, mas de blusas, calças e shorts. A sós mostramos ao mundo o que realmente somos, o problema é que o nosso mundo, se resume à esses poucos metros dos nossos quartos.

É muito mais legal ouvir nossos amigos reclamarem que não beijam ninguém há semanas e nos olharmos rapidamente soltando um sorriso discreto só visto e entendido por nós dois. É muito mais legal te mandar uma mensagem meio escondido e observar sua reação de morder o lábio, indicando que a mensagem foi muito bem recebida. É muito mais legal você sentar do meu lado na mesa só pra minha mão caçar a tua coxa, sinto tua unha subindo pela minha perna servindo de combustível para alimentar essa chama intensa que queima sob nós dois.

Qual a graça de levar as coisas à público? Quando todo mundo sabe o que acontece as coisas tendem a virar rotina, mantido assim em segredo não saberei a próxima vez que vou te ver, é indefinido o que vou fazer no fim de semana, a vida vira uma caixinha de surpresas. Surpresas com pernas presas na cintura, com risadas abafadas por uma mão, às vezes com um filme de terror, às vezes com uma TV ligada só pra fazer barulho mesmo, surpresas com pelos arrepiados, suspiros no ouvido, respiração ofegante. Conosco em segredo eu não sei nem se ao te ver irei conseguir matar a vontade, tudo depende da situação, vai que a gente não consegue dar a nossa escapada clássica, aí terei que me contentar só com uma coisa rápida na cozinha da festa, no corredor, na porta da tua casa em qualquer lugar que caiba um corpo e meio. A gente sabe se apertar.

View this post on Instagram

Deita.

A post shared by Um Quarto De Palavras (@umquartodepalavras) on

Coisas rápidas fazem parte da minha vida, relacionamentos que iniciam como promissores, mas acabam destruídos pelo ciumes, pela monotonia, pela rotina, incrível como todas perdem a graça alguma , como elas perdem o encanto e como você é a única que não vai embora, vem uma, vem duas, vem três, você é a que fica. Você é oceano, quando mais fundo eu vou, mais coisa eu descubro. Elas eram rasas demais.

“E deita”, complementei a resposta. Deita porque você tá nessa de me provocar há mais de uma semana, me lembro daquela noite em que eu te vi bêbada, só Deus sabe como eu me controlei, sua saia mostrava tua perna pedindo uma unha, tua blusa pedia para ser tirada e tua boca clamava pela minha, mas todos nos olhavam e eu resisti.

Deita porque eu vou arrancar a tua blusa com a boca e se não conseguir, eu rasgo. Deita porque se você ficar em pé, vai cair, deita porque jaja vão sentir a nossa falta, deita porque eu não vou contar pra ninguém que você tá aqui, deita porque embora a cama seja de solteiro, sempre vai ter um espaço para você.

Deita.

Bruno Amador – clique para me conhecer melhor

Curta nossa página! E se você tiver um nos siga no tumblr e Instagram (umquartodepalavras).

Também estou no Instagram e no Snapchat como @brunoamador

Se você tiver alguma crítica, sugestão, elogio ou só queira falar conosco, mande um e-mail para umquartodepalavras@gmail.com.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s