Vamos fazer história?

Vamos começar uma história, algo novo e só nosso. Esqueceremos o passado e viveremos o agora, sem deixar de pensar no futuro, sou sonhador e gosto de ir longe com meus pensamentos. Vamos criar algo que não tenha ninguém além de nós dois como personagem. Provavelmente não conseguiremos manter essa última parte já que temos amigos que adoram fazer parte das nossas histórias, não vai ser agora que eles irão parar. Vamos escrever uma história a partir das nossas oposições, a partir dos nossos desejos, vamos escrever algo que façam as pessoas viajarem, que levem elas para a praia numa semana e depois as façam voar pro campo, enquanto nós vamos de carro ouvindo um John Mayer, eles vêm logos atrás com o olhar atento às minhas linhas.

Que essa nova história tenha a seriedade do teu olhar e o brilho do teu sorriso, que ela seja leve como o teu carinho, marcante como o teu corpo e doce como a tua voz. Que ela contenha cada detalhe teu, que desperte riso nas pessoas assim como você provoca em mim, que ela dê vontade de ser vivida, já que eu morro de vontade de viver com você. Quero que essa história seja sentida, desperte coisas que ainda não foram nomeadas, mas que são chamadas, por falta de definição melhor, de amor.

View this post on Instagram

Vamos fazer história? 18:30 no blog 😉

A post shared by Um Quarto De Palavras (@umquartodepalavras) on

Que essa história seja tão longa quanto os meus períodos, admito que meus períodos são longos para cacete. Que ela tenha reviravoltas, sem linearidade, eu não consigo fazer coisas retas, minhas histórias são círculos em que o fim, justifica o meio e se entende com o início. Que ela tenha a criatividade da minha cabeça e a inexplicabilidade do meu humor, que ela seja fofa, mas não muito. Odeio melosidade. Que ela seja sincera assim como todos os meus elogios à você, que ela seja inesperada, assim como a tua chegada na minha vida, que ela seja complexa, simplicidade é chato, o caminho mais rápido entre dois pontos é uma reta, mas o mais legal é o que passa lá em casa. Você sabe disso.

Que essa história tenha a nossa alegria e confiança, que ela transmita a felicidade que eu sinto cada vez que eu ouço a tua voz. Que a história seja engraçada, assim como as fotos que tiraremos. Tiraremos. Porque essa história ainda vai começar. E se você realmente quiser fazer parte dela, me manda uma mensagem, comenta no post, me chama no WhatsApp, faz sinal de fumaça, sei lá. Estarei te esperando deitado na cama com a cabeça nas nuvens, se você vir logo, deixo você voar comigo. Sempre achei o céu muito grande para voar sozinho. Vem.

Bruno Amador – clique para me conhecer melhor

Curta nossa página! E se você tiver um nos siga no tumblr e Instagram (umquartodepalavras).

Também estou no Instagram e no Snapchat como @brunoamador

Se você tiver alguma crítica, sugestão, elogio ou só queira falar conosco, mande um e-mail para umquartodepalavras@gmail.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s