Vamos fingir?

Vamos brincar de fingir, você finge que não gosta e eu finjo que acredito. Você finge que não gostou de como eu te arranquei sorrisos quando nos conhecemos, que você não gosta quando eu falo dos seus olhos ou até que achou muito vulgar o jeito que eu te levantei no elevador, eu finjo que acredito. Eu finjo que não gosto de quando você tenta me bater ou finjo que odeio quando você pula em cima de mim quando estou deitado, você finge que acredita.

Você finge que está tudo bem, enquanto eu finjo não sentir tua mão buscando a minha sob a mesa. Você finge que não está sentindo o álcool bater enquanto eu finjo que não vi a tua mordida no lábio.

Nós fingimos que não estamos juntos, somos só amigos, não nos beijamos naquela noite na cozinha, nem fomos embora mais cedo da festa porque minha casa estava vazia. Eles fingem que a sua mãe passou mal e eu tive que buscar minha irmã, fingem que não sabem da cozinha e que acreditam que não estamos juntos. Eles fingem que não vêem nossas trocas de olhares, fingem que não vêem o seu ciúmes quando qualquer uma se aproxima de mim ou a minha ira quando você some nas festas. Eu finjo que não fico irado, você finge que não sente
ciúmes, vamos fingir, por quê não? Sempre fomos muito bons nisso.

Vamos fingir que meus pais não foram viajar, vamos fingir que a minha casa não está vazia e vamos fingir que você não está dormindo ao meu lado nesse exato momento. Vamos fingir que eu consigo ficar mais de quinze minutos olhando pra televisão.

Vou fingir que seu ficante não está te ligando loucamente, porque você fingiu que passou mal para não sair com ele. Vou fingir que não sei que a sua mão não está me puxando pelo cabelo enquanto você finge dormir. Vamos fingir que eu não estou chegando perto de você enquanto minha mão desliza pelo teu rosto. Vamos fingir que a minha camisa não está no chão, vamos fingir que não estamos nos beijando. Vamos fingir que você não puxou a coberta pra cima e que a nossa respiração não está ofegante.

Vamos fingir que o nosso “bom dia” só foi dado depois do meio-dia e que não encontramos os teus amigos quando fomos comer na padaria. Vamos fingir que nada aconteceu porque o proibido é mais gostoso. Vamos fingir que o mundo não sabe o que é óbvio há meses, vamos fingir que não queremos o segundo round. Vamos fingir que não foi bom.

Bruno Amador – clique para me conhecer melhor

Curta nossa página! E se você tiver um nos siga no tumblr e Instagram (umquartodepalavras).

Também estou no Instagram e no Snapchat como @brunoamador

Se você tiver alguma crítica, sugestão, elogio ou só queira falar conosco, mande um e-mail para umquartodepalavras@gmail.com.

Anúncios

Um comentário sobre “Vamos fingir?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s