Juliana

A vida te prega algumas peças. E você não consegue escapar. Ela é uma delas. Daquelas que te fisgam e te fazem de peixinho bobo, como se um anzol te fisgasse e você nem pudesse perceber.

A vida pra ela é uma complicação. Alguns problemas não se resolvem tão facilmente, e a vontade de vê-los indo embora depressa pode atrapalhar o que seria feito num piscar de olhos. Acumular alguns deles não é problema no início, mas depois vira uma avalanche. E ela pode vir a não aguentar tudo de uma vez.

Só que não se faz de frágil. Com certeza não. Muito pelo contrário: a sua parte frágil irrita o seu ego, a ponto de que ela fique brava por demonstrá-la de vez em quando, mesmo que sem querer. Ela gosta de parecer forte, de parecer que tá bem e de mostrar pro ambiente que ela consegue ser feliz, sem necessitar de ninguém pra isso.

Ela ama coisas novas, principalmente os lugares que nunca foi. Viajar deve ser a melhor coisa que ela poderia fazer. Não é apegada aos lugares que passa, não faz de “lar” qualquer coisa. A vida de viajante é bem mais legal, com novas descobertas, novos ares, novas pessoas e novas bagunças pra se fazer.

Por outro lado, se apega à simplicidade de tudo. Se uma coisa consegue ser simples e bela, ela, com certeza, vai amar. Porque tudo que consegue misturar o básico da vida e ainda assim ser algo magnífico, se assemelha a sua personalidade. Ela é algo incomum, mas feito do que todo mundo tem, só que de um jeito tão extravagante que te deixa apaixonado. Suas pequenas atitudes e gestos, como uma risada despretensiosa, fazem com que estar ao seu lado seja uma experiência de vida que você tem que contar pra alguém. Você vai ter vontade de mostrá-la ao mundo, de dizer que a conhece, porque ela te faz bem desse jeito.

Além de tudo isso, ela é artista. Sua vida é poesia pros olhos de quem consegue enxergar. Toda a sua visão de mundo é subjetiva, singela, de modo que os detalhes sentimentais que a cercam são motivo para que ela continue a pintar as coisas belas que enxerga. Ela tem aquele ar de inspiração, que consegue colocar tudo fora do senso comum, trazendo pra sua imaginação tudo que ela conseguir decifrar.

E o melhor de tudo: ela é bem-humorada. Não dá pra não rir quando se está ao seu lado. Suas piadas e observações sobre as pessoas, sobre seus amigos, sobre a vida no geral, são um convite pra que ela consiga soltar alguma pérola e ainda por cima, rir de si mesma. Você vai acabar rindo junto, porque a sua alegria é contagiante. Não é algo forçado, muito pelo contrário. É tão natural sua felicidade.

Ela jura que não é linda, jura de pé junto. Sério mesmo, Juliana?

 

Lucas Fiorentino – clique para me conhecer melhor.

Curta nossa página ! E se você tiver um nos siga no tumblr !

Também estou no Instagram como @lucasfiore_

Se você tiver alguma crítica, sugestão, elogio ou só queira falar conosco, mande um email para umquartodepalavras@gmail.com

Anúncios

5 comentários sobre “Juliana

  1. Nossa, fiquei apaixonada pelos textos de vcs 1/4. Acompanhando todos agora.

    Pleaseeee façam um com meu nome.
    me chamo Luana, sou de câncer e fotografa. Obrigadinha e ansiosaa….
    Abraços.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s