Talvez seja paixão

As coisas estão mais coloridas ou sou eu que não enxergava direito até te conhecer? Sabe… Eu não entendia mais porque ainda perdia meu tempo tentando conhecer pessoas novas. me apresentava, média tudo que falava para não afugentar, usava frases feitas e já usadas com outras, mesmas táticas, mesmas intenções, tudo acabava na mesma coisa, em uma noite. Isso quando chegava a durar uma noite.

Mas você me fez entender. Uma força dentro de mim disse, vai, só mais essa. E eu fui, sem entender o porquê, comecei do mesmo jeito, tentando te conhecer melhor,  tentando fazer você gostar de mim, não sei bem quando, não sei bem como, não sei nem porque, só sei que você foi diferente. Fiquei meio desnorteado ao receber suas mensagens, foi amor ao primeiro verso. Não podia esconder a felicidade que tinha ao falar contigo, sorrir virou rotina.

Não precisei medir palavras, não precisei de frases feitas, você me fez inovar, você me surpreendia cada dia mais, seu jeito reservado me fazia ficar acordado até altas horas, eu precisava saber mais sobre você, teu sorriso me fazia querer ser rápido, daria o mundo para vê-lo ao meu lado em um sábado à tarde. Porém sua timidez me fez diminuir o ritmo, eu sempre acelerado e ansioso, me vi calmo e paciente. Só mesmo alguém como você para conseguir fazer isso comigo.

De repente a cama de solteiro virou de casal, grande demais só para o meu corpo, as contas de restaurante encareceram e as idas ao bar ficaram menos frequentes, pelo menos as idas desacompanhado. Textos como esse começaram a sair mais fácil e eu não podia mais deixar de lado o meu celular, de repente tudo mudou. De repente você apareceu.

Eu sempre queria fazer o que tinha que fazer logo, não suportava falar muito tempo com as pessoas, elas ficavam desinteressantes, chatas, eu não suportava mais pessoas rasas e confesso que te achei inicialmente só mais uma dessas pessoas. Até eu ver os teus olhos, tão profundos que fiquei meio perdido neles por um tempo. Você me fez diminuir, queria todo o tempo do mundo te conhecendo e ele não parecia ser o suficiente, tua complexidade me intrigou, tua simplicidade me envolveu, suas oposições me fizeram escrever. Minhas palavras encontraram conforto nos teus olhos, sentido na tua boca e forma nas tuas mãos.

Não escondo, sempre quis amores efêmeros, que fossem rapidamente embora, que não me dessem trabalho, que começassem no carro e acabassem no bar, nem precisava vir pra minha casa, sério. Mas eu quero que você fique, não sei bem o porquê, ou talvez eu só não queira admitir o que sinto, pelo menos não sóbrio e tão longe da sua boca. Você sabe como eu sou chato e não admitiria esse tipo de coisa tão facilmente. Eu quero que você fique para o amanhecer. Quero que você fique para o entardecer. Quero que você fique para o anoitecer e todos esses “eceres” que existirem. Eu quero que você fique. É pedir demais?

Bruno Amador – clique para me conhecer melhor

Curta nossa página ! E se você tiver um nos siga no tumblr !

Também estou no Instagram e no Snapchat como @brunoamador

Anúncios

2 comentários sobre “Talvez seja paixão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s