Confissões de um egoísta

Longe de ser presunçoso

A humildade toma conta de mim desde que nasci

Modéstia a parte, sou o mais humilde possível

Dentre todos os possíveis humildes

Mamãe cansou de dizer

Que era o mais forte da turma

O mais alto também

Não tinha como não ser especial

Cresci e virei dono do mundo

O que eu quero, eu consigo e nada mais que isso

Não sou egoísta

Mas a minha visão é mais elevada, meus horizontes, mais cordiais

Não tenho preconceitos

Consegui o que eu tenho sem ajudas

Não existo por dó

Existo por vontade e isso já basta

O que os outros chamam de dor

Eu transformo nos meus ganhos

E eles, para mim, já bastam também

É que não fui criado pra me por no lugar de ninguém

E sigo no meu berço desde que nasci

Lucas Fiorentino – clique para me conhecer melhor.

Curta nossa página !

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s