Sempre foi você

Eu sempre me perguntei porque não conseguia viver como num filme. De repente, você encontra alguém que parecia estar faltando para você, durante toda sua vida. Tudo se encaixa, tudo se completa. Todas as suas dúvidas sobre o futuro são respondidas só de olhar para o que virá ao lado da pessoa certa. E eu nunca consegui encontrá-la. Não existe nada mais frustrante do que o baque da realidade nessas horas. Tanto tempo acreditando e esperando que a pessoa esperada realmente iria existir e eu não achei.

Mas, e se eu te dissesse que na verdade, o erro não estava na vida, e sim em você mesmo? Assim como eu percebi isso, embora tenha sido tarde demais. Não havia nada de errado com o caminho que trilhei, nem com o caminho de um outro alguém que não me encontrou. Eu, em toda minha ignorância, simplesmente não percebi que a pessoa estava bem ali.

Estamos acostumados a idealizar. Idealizamos como será o show perfeito, a viagem perfeita, o beijo perfeito. E nunca é o que esperamos, então acabamos um pouco frustrados. Paremos com isso. A realidade é linda também, e ela me mostrou você.

O problema, é que eu nunca te vi. Não desse jeito. Sempre te olhei como a melhor amiga. Como a pessoa que estaria ali sempre por mim, nos momentos difíceis e também nos momentos fáceis, mas nunca como a pessoa que não desgrudaria de mim. E esse desgrudar é a diferença de amizade e uma coisa mais séria.

Não percebi que, entre tantos rostos, eu tinha um ali pra mim. E ignorei. Fui deixando levar e, quando menos esperei, você tinha ido. Não tinha saído totalmente da minha vida, mas o seu coração deu um jeito de se acostumar com outra pessoa.

Isso não é horrível? Se arrependimento matasse, talvez estivesse morto. Um dia a menos com você é contado na minha mente como um a mais que eu te perdi.

Tive oportunidade de falar tudo o que eu sentia. Tive momentos a sós com você. Tive todo o tempo do mundo, que veio a se esgotar. Não por impaciência sua, mas por aceitação. E eu entendo totalmente.

Que iria ficar comigo quando eu estivesse pra baixo, que buscaria uma solução pra qualquer problema que eu te contasse, que transformaria minha tristeza num sorriso fácil, que me abraçaria na solidão do meu abandono, sempre foi você.

Lucas Fiorentino – clique para me conhecer melhor.

Curta nossa página !

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s