E vem pra cá

Tira essa blusa, eu sei que essa é a primeira vez que nos encontramos nessas condições e que você não é assim, posso não te conhecer há muito tempo, mas eu te conheço o suficiente pra saber que essas provocações via Whatsapp e Snapchat não acontecem com qualquer um, vejo pelo teu olhar de longe no bar que você quer assim como eu, e eu sei: você confia em mim, assim como eu em você, sinto que te conheço há anos, talvez eu até conheça, se você acreditar em reencarnação podemos ter sido próximos em alguma vida passada, mas a real é que as vezes eu acho que você saiu dos meus sonhos.

Deixa eu levantar só um pouco a tua blusa, o suficiente pra palma da minha mão encostar direto na pele da tua barriga, pele que ficará vermelha assim que as coisas começarem a esquentar, mas não se preocupa, minhas marcas não duram mais que algumas horas, você pediu segredo, segredo você terá, o que acontecer aqui não sairá daqui, se sair, será para continuar nos demais cômodos da minha casa, nunca beijei ninguém na pia do banheiro, sinta-se à vontade…

Só um pouquinho pra cima, eu juro e se você gostar, subo um pouco mais, conforme você for gostando, nós vamos subindo, só tiraremos tudo se você gostar de mim por inteiro. Mas eu já aviso, sou um cara determinado.

Eu prometo que você não vai ter vergonha, eu só quero um acesso mais fácil à tua barriga, você sabe como eu adoro beijar barriga, eu posso subir, bem devagar pelo teu corpo, dou uma passagem rápida pelo seu peito, e faço uma escala no seu pescoço, o resto do trajeto você já sabe, às vezes varia um pouco, mas o intuito é sempre acabar na tua boca.

Joga essa blusa no chão, deixa ela fazer companhia pra minha, ela parece tão solitária, não se preocupa, a casa tá vazia e os meus olhos são só pra você, vai, deixa eu ver o resultado daquele monte de abdominal que você fez na academia e se você não fez, deixa eu ver como a genética foi boa contigo, já pensou como seriam nossos filhos? Deixa eu sentir teu corpo com o meu, deixa eu descer beijando a tua blusa, e subir beijando a tua pele, dizem que saliva cura tudo, por que você acha que temos essa mania de beijar um machucado? Então deixa, deixa eu curar tua vergonha e algumas feridas que ficaram no teu coração, deixa eu matar essa vontade, joga essa blusa pra lá logo e quem sabe depois negociamos teu short…

Bruno Amador – clique para me conhecer melhor

Curta a nossa página no Facebook e nos siga no Tumblr !

Também estou no Instagram e no Snapchat como @brunoamador

Anúncios

2 comentários sobre “E vem pra cá

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s