Dedico a você

Dedico esse poema a você

Que caminha suave entre meus medos

Que sabe mais que eu de minhas angústias

Que toma conta do meu tempo

Sem me dar vontade de pedir de volta hora nenhuma

A você que me ajudou a descobrir

Que tempos difíceis são felizes ao seu lado

Que os tempos felizes são alegres como um comercial de margarina

E que lembrar deles é parte de se redescobrir

A você que enrola os fios do cabelo

Só pra confundir ainda mais meus sentimentos

Mas é aquela confusão gostosa, que só se sente quando não se tem certeza de nada

E se tem certeza de tudo ao mesmo tempo

Dedico a você que me abraça como ninguém

Que toma conta do meu cafuné

Que desce descalça pra não fazer barulho

Mas me acorda mesmo assim, só por um olhar

A você que não ia dar em nada

E acabou me dando tudo

Ao mundo que era tudo

E agora é nada sem você

Lucas Fiorentino – clique para me conhecer melhor.

Curta nossa página !

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s