Se eu falasse bem não teria graça. Não teria graça porque você não faria esforço pra me ouvir, a voz chegaria nítida ao teu ouvido e assim eu não poderia te sentir bem perto de mim para me entender. Você não riria quando eu gaguejasse porque a tua presença me deixa tão nervoso, que eu fico sem ar. Eu não poderia sentir o teu toque fazendo carinho em mim depois que eu me “magoasse” com a tua brincadeira.

Se eu falasse bem esse texto não existiria, é justamente por eu me expressar melhor pela escrita do que pela fala que resolvi começar a escrever. E se eu não escrevesse, perderia metade do meu encanto, porque bom de papo muito cara é, bom nas palavras, são raros. E sem o meu encanto, eu não teria graça.

Se eu falasse bem te conquistar não teria graça, seria tudo muito fácil e dinâmico, eu não teria que pensar nas palavras que falaria antes de te encontrar e não esqueceria bem na hora. Aquela conquista no olhar e o momento delicioso de silêncio que precede o beijo não existiriam, eu não seria capaz de me comunicar por mordidas e você não poderia ler meus olhos. Se eu falasse bem eu não poderia reclamar dos teus áudios, de você não conseguir ser sucinta quando fala e de como você fala rápido. E você sabe melhor que ninguém que se não houvesse isso tudo de reclamação… Não teria graça. Não teria graça porque você não reclamaria de eu ser tão chato e eu não poderia acudir tuas reclamações com um beijo. Eu não poderia calar a tua boca com um beijo.

Eu não me embananaria na frente das tuas amigas e não conquistaria a simpatia delas naquele exato momento. Se eu falasse bem os momentos de silêncio não existiriam e eu não poderia ouvir a tua respiração subir enquanto minha mão avançava pelo teu corpo, descobrindo cada curva dele.

Se eu falasse bem eu não poderia te chamar de otária com um riso no rosto ou te xingar de qualquer outra coisa e isso mataria metade da nossa conversa, nós dois não nos suportaríamos, porque se eu só falasse bem você enjoaria de mim. Elogio em excesso é chato, é meloso, nossas grosserias não existiriam se eu só falasse bem. E todo mundo sabe que são as nossas grosserias que fazem nós dois sermos nós dois. E é por isso que eu digo, se eu falasse bem de você, não teria graça. E eu sempre tive um apreço especial pelo teu sorriso. Otária.

Gostou do quadro do Instagram? Ele está disponível na nosa loja.

Bruno Amador – clique para me conhecer melhor

Curta nossa página! E se você tiver um nos siga no tumblr e Instagram (umquartodepalavras).

Também estou no Instagram e no Snapchat como @brunoamador

Se você tiver alguma crítica, sugestão, elogio ou só queira falar conosco, mande um e-mail para umquartodepalavras@gmail.com

Bruno Amador