A cama estará bagunçada como sempre. Um pouco maior já que troquei recentemente a cama de solteiro por uma de casal. Não que o teu corpo tão pequeno vá precisar do espaço extra, nunca precisamos de muito espaço para nos perder em nós dois. Mas é bom saber saber que teremos mais lugares para nos enrolar nos cobertores.

A parede estará diferente. Não terá mais o papel de parede do pão de açúcar, ele agora virou tatuagem estampada no meu antebraço. A parede é decorada com mais de 30 quadros que trazem consigo frases, textos e fotos que eu levo comigo para a vida. Eu acho que você vai gostar, algumas combinam bem contigo. Nossos gostos sempre foram muito similares, acredito que por isso partilhávamos de tamanha sintonia.

Eu acho que meu riso bobo depois de receber qualquer beijo se manteve. Isso você precisará testar para relembrar e não se preocupe com o tempo. Embora a minha semana seja cheia, a partir da sexta à noite a casa é nossa. Acredito que não precisarei te apresentar os aposentos, já conheceu com detalhes cada um deles.

Acredito que ainda não terei conseguido cultivar barba para quando você voltar, isso é algo que não me pertence, ela cresce desordenada e em lugares específicos do meu rosto, porém imagino que isso não vá ser problema, você sempre foi contra o meu #noshavenovember, criando até um movimento oposto, sem tirar a barba, sem beijo na boca. Sua capacidade sempre particular de impôr seus desejos iriam vir a calhar na desordem que é a minha vida.

Não que a tua presença possa trazer alguma organização, pelo que bem me lembro a sua passagem por mim pode ser comparada à zona que um furacão traz, amizade e paixão resolveram andar de mãos dadas e criaram um novo conceito de parceria. Algo que eu nunca tinha vivido e espero que consiga reaver isso quando você voltar.

Quando você voltar, eu estarei diferente, um pouco mais acima do peso e com a cabeça no lugar, mais experiente e prometo que trarei coisas novas à nossa convivência em todos os aspectos possíveis, desde os culinários até aos que o teu rosto cora só de pensar.

As coisas voltarão ao seu lugar quando você voltar e aquele espaço vazio da cama será preenchido novamente. Não que ele sempre esteja vazio, mas nunca encontrou alguém que se encaixasse bem, algumas ocupam pouco espaço, outras nem duraram muito, foram embora antes do Sol nascer. Não chegaram a experimentar meu macarrão ou deitaram com a cabeça girando depois de acabar com algum pró-seco ou vários copos de caipirinha.

Quando você voltar as coisas voltarão a se encaixar e sério, eu não vou mais discutir. Quando você voltar todo o nosso passado ficará para trás, perdoarei erros e pedirei perdão por todas as mancadas. Não quero ter razão se você não estiver ao meu lado. “Quem irá dizer que existe razão para as coisas feitas pelo coração?”.

Quando você voltar não te deixarei ir de novo. E se prepara para passar pelo menos uma semana comigo isolada em algum lugar. Teremos muitas horas perdidas para recuperar.

Não tarde para voltar.

 

Bruno Amador