Tu… Tu… Tu… Tu… Tu…

“Ei, não deu pra atender. Deixe seu recado que retorno assim que possível, beleza?”

Pi…

– Oi… Eu nunca sei como começar esse tipo de conversa direito. Não sou muito de falar, você sabe, mas hoje eu precisava colocar para fora o que estava sentindo. Não sei se consigo guardar por muito mais tempo. É confuso demais ainda, sabe? Ainda dói. Não consigo entender o que aconteceu. Você estava aqui e do nada, puf, não estava mais. Nunca pensei que esse dia chegaria.

Você disse que me amava, que não conseguia imaginar um mundo no qual eu não estivesse ao seu lado. Você escolheu o nome de todos os nossos filhos. Você fez o desenho de uma linda casa, repleta de paredes de vidro e lugares aconchegantes por toda à parte. Eu acreditei em cada palavra sua. E onde você está agora, me diz? O que aconteceu com a gente? Onde foi que eu te perdi? Há mais de duas semanas venho fazendo uma retrospectiva de todos esses anos na minha cabeça. Principalmente dos últimos meses em que vi você se afastar… Não encontro uma resposta. Eu procuro, vasculho… e nada. Nunca encontro nada que esclareça minha mente e diga porque você se foi.

Por que você se foi? Eu te amei com todo meu coração. Eu cuidei de você com todo carinho do mundo, dedicação. Eu sempre tentei nos mínimos detalhes te mostrar o quanto você era importante. E é importante. Porque é você. Pode não ser eu aí, mas pra mim, é você. Pode não haver mais amor em você, mas em mim ele nunca deixou de existir. Eu sempre achei que ia ser pra sempre. Não entendo como alguém pode fazer tantas promessas, tantos planos, sonhar com um futuro juntos e do nada sumir. Sem dizer porquê, pra onde… só ir embora. Por que você foi embora?

Eu não tô te pedindo pra voltar. E nem vou. Eu só te liguei pra saber o que aconteceu com a gente! Eu preciso de verdade seguir em frente. Só que não dá para fazer isso se você continua vagando meus pensamentos e dominando a minha mente. Então, por favor, me conta o que aconteceu com a gente? Você quis ir embora e não quero que volte atrás da decisão que tomou. Se fez, deve ter tido um bom motivo. Só que éramos dois em uma relação que você se achou no direito de acabar sozinho. Eu mereço uma explicação… vou estar te esperando na nossa pracinha. Naquele banco que ficávamos sentados aos domingos a tarde conversando por horas. Às 16:00h eu estarei lá. Não demora pra chegar.

“Mensagem enviada com sucesso!”

Pu pu pu pu pu pu pu…

LEIA A RESPOSTA: DESCULPE NÃO CHEGAR A TEMPO!

Stephanie Almeida