Desculpa se fui grosso ou só te respondi no outro dia pela manhã, não é que eu não gosto de você ou algo assim, é que às vezes eu só preciso de espaço. Um tempo longe do celular e deitado olhando pro nada, pra organizar meus pensamentos, ter planos para o futuro ou só me desligar um pouco do mundo, eu realmente acredito que todos nós já passamos por isso, sabe? Essa necessidade de se afastar por um momento. Eu sei que fomos feitos para conviver em sociedade, mas a culpa não é minha que às vezes a minha melhor companhia sou eu mesmo.

Às vezes eu só tô de saco cheio de você e isso é normal a convivência gera desgaste e mesmo que não esteja presente fisicamente, você estará ali, vibrando no meu celular. E eu não tô reclamando disso, é uma delícia te ter por perto, sua companhia me faz bem, mas é o que eu disse;

Às vezes um espaço faz bem.

Pra criar aquela saudade, aquele vontade de falar com a pessoa sem parar, como se não houvesse amanhã. O problema do WhatsApp é que ninguém tem o que falar o dia inteiro, em algum momento o assunto vai virar o teu almoço e de coração, não quero saber se a sua mãe te fez lasanha hoje. Desculpa, eu quero que você me conte tudo, mas hoje não. Entende? Hoje eu preciso sumir um pouco, é muita informação pra pouca cabeça e se eu ficar falando muito vou acabar sendo rude.

Não quero te afastar, muito pelo contrário, quero me aproximar de ti. Pensa que delícia quando o fim de semana chegar e você puder me contar da tua semana inteira, do teu primeiro dia de aula e de como o teu professor te encheu de matéria.

É confuso, eu sei. Como alguém pode gostar de mim, mas não querer falar comigo? Só que de novo, não é que eu não queira falar com você. Eu só quero respirar um pouco, um dia sem muitas mensagens, talvez um bom dia e algum meme que você ver no Facebook, me faz bem saber que você está bem, falando sério. Gosto de te ver sorrir e te de sentir saudade de ti. Saudade aproxima.

Existe beijo melhor do que um aguardado a semana inteira? E que depois desse beijo a gente possa conversar sobre tudo, olhar pra cima, admirar o teto do quarto por alguns segundos e voltar a se beijar. Deixar a noite ir acontecendo, as cobertas esquentando e lá vou eu me perdendo de novo no texto. Porra, tá vendo o que você causa em mim?

Então acredita, eu só quero respirar. E relaxa, porque assim que eu soltar o ar, você volta a me inspirar.

Bruno Amador – clique para me conhecer melhor

Curta nossa página! E se você tiver um nos siga no tumblr e Instagram (umquartodepalavras).

Também estou no Instagram e no Snapchat como @brunoamador

Se você tiver alguma crítica, sugestão, elogio ou só queira falar conosco, mande um e-mail para umquartodepalavras@gmail.com

Bruno Amador