Eu sei que o título do texto ficou bem criança birrenta, mas ele é verdadeiro e eu irei te explicar o porquê.

A gente não pode ser amigo. Porque pra começar amigo seria uma definição muito simples pra nós dois, a gente seria uma espécie de parceiros de crime, Bonnie & Clyde, Dick & Jane, ou só eu e você. Acho que não teria alguma definição melhor.

Porque é bizarra a capacidade que temos de nos dar bem, a sintonia é muito grande pra ficar só na amizade, você sabe disso. Não importa o tempo que passar, passem semanas, meses ou anos, a sintonia não acaba e a incredulidade e o sorriso sempre serão os mesmos.

A gente não pode ser amigo porque nós temos muita história por trás e um histórico não tão bom aos olhos públicos. Sempre fomos pessoas impulsivas e acredito que a sociedade iria ver com maus olhos nós dois juntos. Como já acontece nessas tantas ocasiões que nos esbarramos. Sempre rola algum burburinho, algum comentário malicioso, alguma briga sem sentido.

Provavelmente iríamos atrair olhares desconfiados com qualquer curtida besta no Instagram. Nossa eu acho que se uma foto nossa junto aparecesse no feed das pessoas a cidade iria parar por alguns minutos. Ok, talvez não, mas não tenho dúvidas que ia virar assunto em alguns grupos de WhatsApp.

A gente não pode ser amigo porque se um pouco de álcool é adicionado na nossa equação as aspas resolvem dar às caras. “Amigos” e você sabe o que aconteceu quando essas aspas figuram sobre nós né?

A gente não pode ser amigo por ser humanamente impossível voltar a ser teu amigo depois de te ver nua. Não só sem roupa, mas sem maquiagem, comendo pizza com a mão, de rímel borrado, abraçando a privada depois da balada. É muita intimidade pra gente ser só amigo.

A gente não pode ser amigo porque velho, depois de te ver passeando de calcinha e camisa pela minha casa, só de ter como amiga seria tortura. Não que você não goste disso, mas acredito na sua misericórdia.

A gente não pode ser amigo porque nossos rolinhos, ficantes ou seja lá o que forem morrem de ciúmes de nós dois, basta o meu nome aparecer na tela do teu celular e pronto, o caos começa. E cara, se tem uma coisa que a gente não suporta é ciúmes.

A gente não pode ser amigo, pelo menos não aparentemente. Tem que ser escondido, não aquele escondido de fugida de escada, um escondido de ficar feliz por ver o outro bem. De ter um pouco de orgulho com as conquistas pessoais. De dar um sorriso à distância quando se ver. Sempre fomos bons em guardar segredos, acho que mais esse não vai fazer muita diferença.

A gente não pode ser amigo porque esse clima que rola cada vez que nos aproximamos não rola entre amigos. Amigos não se seguram para conversar no WhatsApp. Amigos não brincam como nós brincamos. Amigos não se escondem.

Amigos não se amam, pelo menos não do jeito que a gente se amou. Amou, porque no pretérito a gente era perfeito.

E embora nós não possamos ser amigos. Eu quero ver alguém me impedir de deixar a gente escrito mais uma vez.

A gente pode até não ser amigo, mas sempre iremos render boas histórias;

Esse não vai ter ponto final

 

Bruno Amador – clique para me conhecer melhor

Curta nossa página! E se você tiver um nos siga no tumblr e Instagram (umquartodepalavras).

Também estou no Instagram, no Snapchat e no twitter como @brunoamador

Se você tiver alguma crítica, sugestão, elogio ou só queira falar conosco, mande um e-mail para umquartodepalavras@gmail.com

Bruno Amador