Você morava no quinto andar

Ou seria no quarto?

Não sou muito bom com essas coisas

Ás vezes, eu conto o térreo.

 

Eu sei que eu passava toda noite ali em frente

E via sua graça na janela

Olhando nesse clima quente

Qualquer um que passasse por terra

 

Nem admirando, nem criticando

Apenas observando

E eu passando, chorando

Por não conhecer a donzela

 

Um dia eu tomei coragem

Fui até o centro da cidade

Comprei uma buzininha

Usada de meia idade

 

Não sabia o que faria

Depois que a tocasse

Só esperava que o toque

Tocasse seu coração

 

E foi o que eu fiz:

Toquei no meio da noite

Naquela noite quente

Perfeita pra um sonzinho

 

Você olhou pra baixo

Meio que sem entender

Eu me vi vermelho-vergonha

Só estando lá pra saber.

 

Parece uma loucura

Passar ali tocando

Mas é o que eu faço sempre

Que vejo meu som te amando.

 

E nesse calor de praia

De sol e escaldantes paixões

Quente é nosso amor de varanda

De biquíni e guarda-sol.

 

Com Jeneci tocando ao fundo

“Domingo

Na praia, no sol, no mar

Ou num navio a navegar”.

 

 

Lucas Fiorentino – clique para me conhecer melhor.

Curta nossa página ! E se você tiver um nos siga no tumblr !

Também estou no Instagram como @lucasfiore_

Se você tiver alguma crítica, sugestão, elogio ou só queira falar conosco, mande um email para umquartodepalavras@gmail.com

Lucas Fiorentino