Quais os mistérios dos acordes que você toca?
Pois me tocam também.
Chamaremos de amor o que nos desperta?
Ou viveremos pelos “poréns”?
Mas que nota é essa?
Que vibra no ritmo do universo,
Que uniu, mas desvendou nossos mistérios.
E o meu verso
Parece estar rimado
E quase sempre reverso
De linha em linha vou levando, escutando.
Onde isso nos levará?
Pra mim tanto faz,
Que seja leve
E que eu possa absorver
A paz que sua canção me traz
De onde você veio?
Chegou de devagarinho,
Repousou nos meus anseios,
Nunca estive preparada.
Mas agora se deita em meu peito
E eu não quero saber mais de nada.

D.

Aqui no site temos um projeto que se chama Quinta Colaborativa (clique no link para saber mais sobre), toda quinta – se possível -aqui postaremos textos que vocês nos enviarem, então se você tiver algo guardado aí, nos mande, se algum amigo seu escrever, fale da gente. Você pode entrar em contato pela chat da página, ou comigo mesmo pelo Facebook. Ou pelo email: umquartodepalavras@gmail.com, só coloque no assunto “quinta colaborativa”. Se você não quiser que seu nome apareça podemos colocar uma abreviação ou nem colocar nada.

Bruno Amador