Oi, sou meio tímido e não sabia como falar com você, eu sou o Bruno, sento atrás do Yuri, acho que você me conhece eu sou o menino que não consegue pintar dentro da linha na aula de artes, sou o número 3 na chamada.

Então eu só queria falar que te acho muito bonita, assim, muito mesmo ! A sua risada faz a aula de matemática parecer recreio, e olha que eu gosto muito de recreio, gosto de montão, gosto mais ainda quando você pega o seu kapo de uva e senta no banquinho em frente ao brinquedão, o sol fica batendo no seu rosto e o vento balança seu cabelo, eu fico tão vidrado que eu até esqueço de comer meu biscoito.

Acho legal você falando bolacha, mexerica e esse seu “r” caipira, me lembra do meu vô, e eu gosto muito do meu vô, eu acho que você também ia gostar dele, ele vive montando uns brinquedos legais, ele colocou uma cesta de basquete na garagem dele. Eu vi que você prefere brincar de boneca, minha irmã tem um monte, você também ia gostar dela, ela é meio chata às vezes, mas irmão a gente não escolhe né.

Eu vi que você esqueceu sua blusa na sala hoje, eu peguei ela e vou te levar amanhã, no caso hoje quando você ler isso, a sua blusa é cheirosa, tem cheiro de adulto, você é cheirosa, as vezes eu passo perto de você só pra cheirar seu perfume, para de ter vergonha de prender o cabelo, você fica tão bonita com ele preso como com ele solto, eu sempre dou risada vendo você jogar bola na educação física, você é meio desajeitada né.

Só queria te falar isso mesmo, gosto do seu sorriso, e sério jaja seu dente cresce, sei que é engraçado ficar sem o da frente, mas pensa que ele nunca mais vai cair. Ah, se quiser comer comigo no recreio pode vir, eu divido minha trakinas de morango.

Bruno Amador